Intrusão de Vapores

Diagnóstico e remediação de vapores no solo provenientes da biodegradação de resíduos orgânicos diversos.

O termo Intrusão de Vapores refere-se à migração da contaminação em fase vapor para ambientes fechados como garagens subterrâneas, residências, estabelecimentos comerciais, áreas comerciais, entre outros.

Preencha os campos e o Consultor AIS entra em contato!





    Preencha os campos e o Consultor AIS entra em contato!



      Fase Vapor

      A contaminação em fase vapor é proveniente do solo e água subterrânea contaminada por substâncias voláteis que migram para os espaços fechados a partir de rachaduras no piso, tubulações subterrâneas, caixas de passagem, lugares onde há diferencial de pressão, sapatas, entre outros. Este vapor migra verticalmente e se dispersa para os lados.

      A contaminação em fase vapor que adentra aos espaços fechados são imperceptíveis, mais receptores que ficam expostos a essa contaminação por um longo período, como trabalhadores industriais ou residente de condomínios atingidos por contaminação desse tipo, podem sofrer danos à saúde e em determinados casos, pode caracterizar riscos iminentes como o de explosão.

      Legislação para Intrusão de Vapores

      Atualmente não há no Brasil, bem como para o estado de São Paulo, normas especificas para a intrusão de vapores, então as metodologias hoje aplicadas para avaliação, investigação e intervenção para este tipo de contaminação são os preconizados por órgãos ambientais internacionais como a Agência Americana de Proteção Ambiental (EPA).

      Para o estado de São Paulo, é exigido pelo órgão ambiental que quando houver suspeita de contaminação em fase vapor em uma área, há necessidade de se fazer uma avaliação inicial da intrusão de vapores no local, nesse momento, utilizando métodos que permitem medir os voláteis na própria área a partir de perfurações e equipamentos específicos, a fim de determinar a localização de fontes de contaminação por substâncias voláteis e/ou possíveis caminhamentos preferenciais por onde a contaminação em fase vapor possa migrar.

      Metodologia da Intrusão de Vapores

      A partir do momento que é detectado a presença de contaminação em fase vapor em subsuperfície outros métodos mais eficazes são utilizados para a investigação destes vapores, pois uma pluma de contaminação em fase vapor também deve ser mapeada tridimensionalmente como as plumas contaminação no solo e na água subterrânea.

      Existem métodos que permitem coletar o vapor proveniente dos poros do solo, vapores impregnados no contra piso e vapores do ar ambiente. Após a coleta, esses vapores são quantificados em laboratório e os resultados analíticos obtidos são utilizados para avaliar com base em referências internacionais, se há risco para os receptores envolvidos.

      Como proceder se houver Contaminação

      Quando for detectado risco a saúde humana e a outros bens a proteger, além de riscos de explosão, um plano de intervenção emergencial deve ser aplicado no local para extração destes vapores a partir de técnicas especificas oferecidas no mercado ambiental.

      A execução da avaliação e investigação de vapores são apresentadas nas etapas de Investigação Confirmatória, Investigação Detalhada, Avaliação de Risco a Saúde Humana e outras avaliações pertinentes.

      Em casos onde o Modelo Conceitual da área de interesse, indique riscos à saúde ou riscos de explosão provenientes da contaminação por fase vapor, o Plano de Intervenção da Área apresentará as medidas necessárias para extinguir a situação de risco. 

      Tenha uma Intrusão de Vapores eficiente e com atendimento dos prazos